Competição

Provas de Cães de Parar

Se estamos em presença de cães jovens, de idade ente os 9 meses e os 2 anos, o objectivo das provas é o de analisar, única e exclusivamente, as qualidades naturais do cão: a paixão pela caça, o estilo inerente à raça, a qualidade do nariz, o instinto de paragem, etc… No entanto, o julgamento dum exemplar de 8 meses terá que ter uma ponderação de critérios diferente de um exemplar de 2 anos: um cão com 2 anos deverá mostrar, já com alguma clareza, a sua receptividade ao ensino (a desenvolver carácter versus ensino).

Estas provas podem tomar duas formas

Provas tipo Derby: onde primeiramente há uma observação morfológica dos exemplares, que tem como objectivo uma primeira análise na perspectiva morfológica. Serão excluídos os exemplares que estejam fora do estalão ou que apresentem algum defeito grave, que impeça a sua confirmação dentro da raça, como por exemplo, o prognatismo.

Provas tipo Juniores: onde apenas se analisa o aspecto funcional.

Se vamos avaliar cães com idade superior a 2 anos, distinguimos as provas em dois tipos: Provas Clássicas ou de Primavera e Provas de Caça.

Provas de Primavera
Tal como o nome indica, disputam-se aproximadamente naquela época do ano e têm como principal objectivo encontrar exemplares com grandes qualidades para o desenvolvimento da nossa Cinofilia. São Provas que se disputam em terrenos amplos, com um coberto que permita ao cão movimentar-se com facilidade, de forma a podermos analisar o estilo da raça de cada exemplar. Estas provas, onde não existe abate mas apenas a simulação de um tiro ao levante da peça, são efectuadas nas cearas, sobre perdizes, quando estas estão a juntar-se em casais para efectuarem o seu período de criação. Exige-se aqui grandes amplitudes nas buscas, permitindo aos cães muita iniciativa e sentido de risco ao tentar bloquear os casais de perdizes que se deslocam apeadas nos terrenos extensos. No entanto, se tal permissão lhes é concedida no sentido de nos apercebermos das suas potencialidades, muito mais severos somos quanto aos possíveis erros que podem cometer: no deixar caça no terreno, na metodologia da sua busca, na tipicidade do exemplar face ao seu estalão de trabalho, na imobilidade ao levante e, acima de tudo, no respeito demonstrado a todas as peças de caça.

Provas de Caça
Nas Provas de Caça Prática é muito importante a eficácia do exemplar ao encontrar e “mostrar” a peça de caça sem incorrer em faltas eliminatórias, analisando outros factores, como por exemplo o estilo da raça, com níveis de ponderação não tão acentuados como nas Provas de Primavera. Pretende-se assim, nestas provas, encontrar exemplares com grande aptidão para a caça prática, que são capazes de encontrar, “parar”, e “cobrar” à ordem, a peça de caça.

MORADA

Herdade da Apostiça - Sesimbra
Telemóvel: (+351) 919 288 790

Website: http://www.canilbeiratejo.com
Email: canilbeiratejo@gmail.com

Jorge Piçarra

Desde muito cedo surgiu a paixão pelos cães de parar. Os primeiros passos nesta arte foram dados em conjunto com o meu pai e com ele acompanhei desde tenra idade o evoluir dos cães de caça, que sempre fizeram parte do seio familiar.

APOIOS

Show Buttons
Hide Buttons